Como Superar o Medo de Ser Traída

Quer aprender como superar o medo de ser traída? Você fica pensando nisso o tempo todo e fica se perguntando como evitar, o que fazer para descobrir se está acontecendo ou não?

Enfim, isso é uma questão que atormenta bem!

Como Superar o Medo de Ser Traída

O primeiro passo é: se você tem medo de ser traída, você precisa se questionar se esse medo tem a ver com essa relação, tem a ver com essa pessoa e, principalmente, se esse medo tem a ver com fatos, com a realidade e com algo que sirva de argumento real para justificar esse medo. Ou, se esse medo tem a ver com as suas crenças limitantes, com algo que já vem muito antes desse relacionamento, com algo que, independente de com quem você esteja, você vai sentir esse medo.

São medos com fontes muito diferentes e isso faz toda a diferença quando você tenta resolver. Primeiro, se você vai conversar ou não com seu parceiro tem que ter a ver com essa consciência. Se você vai simplesmente levando o medo de ser traída, provavelmente você vai acusá-lo, provavelmente você vai ver “pêlo em ovo”, como a gente costuma dizer, você vai desconfiar de tudo e você nem vai acreditar nas respostas que ele te der.

Por quê?

Por que tem a ver com as suas crenças, tem a ver com o medo que é seu, independente do que ele faça. Agora, se tiver a ver com algo que ele realmente está fazendo, ou seja, se tiver a ver com os fatos e com a  realidade, aí sim você pode citar esses acontecimentos, expor o seu sentimento, a sua sensação e até pedir para que ele se coloque no seu lugar.

Enfim, se você fizesse a mesma coisa que ele está fazendo, será que ele também não sentiria medo? Será que ele também não ficaria desconfiado?

Então, o mais importante quando a gente sente um medo como esse, um medo tão difícil e tão doloroso  que muitas vezes faz a gente perder tanta energia na vida, o mais importante é a gente descobrir de onde  vem esse medo, qual é a fonte, quais são as causas desse medo. Isso, é auto conhecimento, isso é respeito por si mesma, isso é amor próprio e isso tem a ver com a sua disponibilidade de viver um relacionamento saudável, maduro e equilibrado, e que reflita o amor que você deseja viver. O amor que você merece viver.

Então, se você faz esses questionamentos internos e a intermediação para sair desse medo, para conseguir viver uma relação mais leve, mais saudável, mais divertida e com mais confiança, por que, afinal de contas, confiança é fundamental, principalmente esse medo tiver a ver com as suas crenças, tá na hora de abandonar essas crenças e saber que nem todo homem trai.

Saber que, principalmente, como a gente não tem garantia e pode ser que algum dia a seja mesmo traída, é importante que você tenha recursos internos e que você saiba que, se por acaso vier a acontecer na sua vida, você vai superar, você vai aprender com isso.

Vai ser difícil, mas você não vai morrer por causa disso!

Afinal de contas, muita gente já foi traída e pouquíssimas morreram por causa disso ou cometeram assassinato passional por que matou quem traiu ou porque se matou, por não conseguir lidar com isso.

Essas são situações realmente extremas. No geral, muita gente foi traída e não morreu por causa disso!

Então, alimente as ferramentas internas, esteja preparada para a vida, para os riscos que fazem parte da vida, que fazem parte do amor, por que vale à pena!

Mande para uma amiga sua que morre de medo de ser traída, por que ninguém merece ficar sofrendo o tempo todo por algo que deveria ser ótimo, que é o amor e que deveria incluir muito mais prazer do que dor.

Veja também: