Os Bizarros Casamentos Com Mortos


Os Bizarros Casamentos Com Mortos

Os Bizarros Casamentos Com Mortos

Vamos falar sobre algo curioso, que costumamos ver no mundo da ficção.

Por exemplo, no filme A Noiva Cadáver, que é o casamento com mortos.

Mas, será que existe na vida real? Pois é, no vídeo de hoje vamos descobrir se casamento com mortos existe aqui na vida real.

Pois é pessoal, por mais surreal e bizarro que isso pareça, existe sim casamento com mortos na vida real.

Um dos poucos países que realizam essa cerimônia muito estranha é a França. Em 2008, a jovem Magali se casou com o jovem Jonathan e você vai já saber a história…

Bom, a história começa assim: em 2008, eles moravam juntos, tinham filhos e haviam marcado o casamento para janeiro de 2009. Dois dias depois de Jonathan morrer, utilizando um artigo da lei francesa que permite o casamento pós-morte e através de uma decisão do presidente do país, ela conseguiu realizar o casamento com Jonathan, que já estava morto.

Essa celebração, um tanto quanto macabra, não é muito comum na França. São realizados somente cerca de 20 casamentos por ano.

O caso mais recente ocorreu em 2012, quando a justiça francesa autorizou a jovem Caroline se casar. Segundo o militar Abel, que foi assassinado, eles já haviam planejado todo casamento. Só que, logo após terem marcado a data, ele foi assassinado. E aí, a justiça foi lá e autorizou Caroline se casar assim mesmo. Este é o caso mais recente e ocorreu na França.

Os Bizarros Casamentos Com Mortos. E aí, você pode se perguntar como é que surgiu toda essa história de vivos se casando com mortos.

Esse tipo de casamento foi legalizado na França durante a primeira guerra mundial, quando as mulheres insistiam em se casar com os soldados mortos em combate.

Tudo começou com a jovem Irene, que apelou diretamente ao presidente daquela época, Charles, a se casar com o seu noivo que havia sido morto durante o combate. A história chamou a atenção da mídia, chamou a atenção de jornais e pouco tempo depois, a lei foi criada. Se tornou oficial em 1950.


De acordo com essa lei, na França, a pessoa pode sim se casar com um morto. Mas isso não lhe dá o direito de ficar com os bens da pessoa falecida. No entanto, essa pessoa passa a receber
pensão, principalmente, se ela tiver filhos com a pessoa que faleceu.

Agora, se você já acha essa história de vivo se casar com o morto um tanto quanto bizarra, imagine de dois mortos se casando. E mais, eles nunca se conheceram em vida real! Pois é, isso ocorre lá na China.

Os Bizarros Casamentos Com Mortos

De acordo com a cultura chinesa, uma cultura milenar, eles acreditam que o rapaz que morre aos 12 anos, que morre a partir dos 12 anos e é solteiro, ele precisa ser causado no mundo dos mortos, porque eles acreditam que a família do morto que não providenciar esse casamento, eles passarão a ter várias desgraças e infortúnios.

Então, a família do morto passa a providenciar um casamento. E aí, eles procuram outra família que tem uma jovem que tenha falecido, eles pagam um valor que é considerado o dote pela moça e realizam um casamento.

E o mais bizarro e surreal, é que em alguns casos, eles ezumam um corpo, isso mesmo, eles desenterram o corpo, vestem de acordo com a cerimônia com um terno, gravata e tudo mais com os restos esqueléticos. Em seguida, enterram os dois mortos que se casaram, na mesma tumba.

O que ocorre é o seguinte: esse tipo de cerimônia atraiu a atenção dos marginais. Pessoas
estavam roubando os corpos no cemitério e vendendo para famílias que precisavam realizar esta cerimônia. Houve até o caso de uma mulher que matou um adolescente de 12 anos. Em seguida vendeu o corpo da vítima. Também teve casos de assassinatos de prostitutas.

É uma coisa bem bizarra!

Apesar de isso parecer esquisito, se trata da cultura desses países. Assim como nós brasileiros temos a nossa cultura, eles também têm a cultura deles.

Enfim, merecem ser respeitados!

Veja também: 

Siga no Instagram – https://www.instagram.com/canaldeuzebra

One thought on “Os Bizarros Casamentos Com Mortos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.