Leio em Teus Olhos Negros

POEMA DA ESCRITORA PARAIBANA DINÁ FERNANDES

Leio em Teus olhos Negros
(Rondel)

Leio em teus olhos negros
O que a tua boca silencia
Um desejo inquieto, sôfrego
E meu coração pulsa em demasia

Causa-me desassossego
Essa mudez que te alicia
Leio em teus olhos negros
O que a tua boca silencia

Espero na paciência, não nego
O que o mortífero desejo anuncia
Solte essa voz e eu me alegro
O coração foge o olhar denuncia
O que leio em teus olhos negros

Diná Fernandes