PUBLICIDADE

Compartilhando Ideias e Experiências

Você está compartilhando ideias e experiências com as pessoas que te rodeiam? Um excelente dia para você que está lendo este artigo. Ele vai fazer você refletir!

Sem compartilhar, sempre seremos incompletos!

Deus disse já no ato criador: “NÃO É BOM QUE O SER HUMANO ESTEJA SÓ”, “vou dar-lhe um/a auxiliar ou uma companhia que lhe corresponda, semelhante a ele/ela” (cfr. Gn 2,18).

Eu sempre gostei muito de ditados e provérbios populares, especialmente das civilizações mais antigas, sejam eles da nação ou do povo que vierem, porque todos eles são frutos de séculos de vivência e por isso, de SABEDORIA DO POVO SIMPLES E HUMILDE, NÃO PRODUZIDO ARTIFICIALMENTE POR PESQUISAS. ELES VÊM DO CONHECIMENTO EMPÍRICO, PRÁTICO OU EXPERIENCIADO.

compartilhando ideias e experiencias

Compartilhando Ideias e Experiências

Há um ditado chinês da antiguidade, que diz: “se dois homens vem andando por uma estrada, cada um carregando UM pão, ao se encontrarem, eles trocam os pães; cada um vai embora com UM pão. Porém, se dois homens vem andando por uma estrada, cada UM carregando UMA ideia, ao se encontrarem, trocam as ideias; cada UM vai embora com DUAS ideias”.

Evidente que, saindo com DUAS ideias, sairão melhores, maiores, mais crescidos, mais enriquecidos, mesmo quando a ideia do outro diverge da própria, questiona, desafia, ou em princípio, até haja resistência.

Como nós somos engraçados!

Muitas vezes até somos bastante “mão aberta” para DAR coisas, nem sempre para RECEBER coisas, PARA FAZER TROCAS, porque a TROCA consiste em oferecer e em receber. Quando porém, se trata de TROCA de ideias, somos muitas vezes tremendamente FECHADOS para receber e acolher as IDEIAS que vem dos outros, especialmente, quando os julgamos “inferiores” intelectual, social, econômica ou religiosamente falando.


Quem gosta de DAR coisas ou ideias, mas resiste em RECEBER, pode ser um sinal de POBREZA HUMANA. Julgo que uma das maiores POBREZAS humanas é a autossuficiência, a arrogância e EGOÍSMO. O egoísmo, a arrogância e a autossuficiência sempre diminuem e empobrecem o ser humano e o jogam na mais tremenda SOLIDÃO, aquela solidão tão bem descrita de “Adão” lá no paraíso terrestre, onde, embora tivesse TUDO, estava SÓ, porque não tinha a quem DAR e de quem RECEBER, não tinha com quem compartilhar o seu SER HUMANO, não tinha como CRESCER e se REALIZAR como HUMANO.

Vejo e julgo, embora muitos possam discordar dessa minha maneira de ver a vida humana, que aí reside um dos maiores problemas e das maiores pobrezas de nós humanos nesse início de século 21. Substituímos demais nossa RELAÇÃO e TROCA (partilha) com os humanos, pela nossa relação de “bichinhos e bibelôs de estimação”. Só humanos são COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS, companhias que nos completam pela reciprocidade.

Todas as outras coisas criadas que estavam diante de “Adão”, passaram a ter significado e a serem importantes, quando conseguiu uma COMPANHIA de igual para igual para compartilhar bens, ideias, sentimentos, amor, VIDA. A PARTIR DESTA EXPERIÊNCIA DE “TROCA”, ELE CRESCEU E FICOU REALIZADO, FELIZ E FEZ A OUTRA PESSOA CRESCER, REALIZADA E FELIZ.

Partilhar ideias não é só OFERECER, mas é também, humildemente RECEBER. “Não existe o sábio absoluto”. Muitas vezes, os grandes intelectuais, quando humildes, aprendem mais com os simples e até “incultos” do que do pouco que julgam saber, possam transmitir.

Ninguém é tão “rico” que não tenha nada a receber e ninguém é tão “pobre” que não tenha nada a dar”. É NA PARTILHA QUE CRESCEMOS, NOS TORNAMOS GENTE, NOS TORNAMOS HUMANOS, NOS TORNAMOS GRANDES. A SOLIDÃO É FRUTO DO EGOÍSMO, DO ENSIMESMAR-SE, DO FECHAR-SE SOBRE SI MESMO, DO BASTAR-SE. ASSIM NÃO SE CONSEGUE SER FELIZ.

Seja FELIZ, compartilhando coisas, objetos, bens, mas acima de tudo, IDEIAS.

+Guilherme Antonio Werlang

Veja também: